MP IMPEDE A DEMOLIÇÃO DA ESCOLA “MATE COM ANGU”

MP IMPEDE A DEMOLIÇÃO DA
ESCOLA “MATE COM ANGU” 
A "Mate com Angu" integra o patrimônio
 cultural da Baixada Fluminense
Diante do silêncio e da omissão do Poder Público municipal em suas diversas esferas, coube ao Ministério Público do Estado do Rio o mérito de garantir que será preservada a Escola Regional de Meriti, fundada em 1923 pela professora Armanda Álvaro Alberto, nascida e criada no tradicional bairro das Laranjeiras, no Rio, mas preocupada com a educação dos filhos dos empregados da empresa Rupturita, fundada por seu pai e que funcionava na então Vila Meriti. Daí a decisão da jovem Armanda de criar, nas proximidades da estação de Vila Meriti, uma escola moderna, que investia não só na qualidade do ensino oferecido, mas na qualidade de vida dos alunos e de suas famílias, inclusive com o oferecimento da merenda, que acabou resultando num carinhoso apelido: “Escola Mate com Angu.
A escola era a razão de viver de
Da. Armanda Álvaro Alberto
Assim, por iniciativa do MPRJ, aPrefeitura de Duque de Caxias e a ABL Shopping Empreendimentos e Participações S.A firmaram um acordo judicial, avalizado pela 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Caxias do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), em que o Município e a empresa se comprometem a preservar a Escola Municipal Dr. Álvaro Alberto, conhecida como "Mate com Angu". Um shopping center está sendo construído ao lado da escola, patrimônio histórico-cultural de Duque de Caxias.
A Promotoria de Tutela Coletiva de Duque de Caxias havia ajuizado ação civil pública visando à preservação da escola em outubro deste ano e, no último dia 25, firmou o acordo com a Prefeitura e os responsáveis pelo empreendimento.
O novo shopping adotou a escola
como projeto cultural
A ABL se comprometeu a reparar eventuais danos estruturais que venham a ser causados e também a arcar com todos os custos de manutenção, reparo e preservação do imóvel. Além disso, o projeto de engenharia do empreendimento será examinado e, se necessário, modificado, para afastar riscos de demolição ou avarias ao referido imóvel. Já o Município, a partir do acordo, deverá exigir que quaisquer projetos de obras a serem realizadas no entorno da escola ou qualquer modificação que lhe cause impacto, sejam submetidos, previamente, à apreciação dos órgãos responsáveis pela proteção do Patrimônio Histórico-Cultural.
 “O acordo com o Município e a ABL garante que as obras do empreendimento não impactarão a edificação da escola e, bem mais, que todos os reparos e custos de conservação sejam daqui para frente arcados pela iniciativa privada – o que implica maior agilidade em consertos e melhorias. Felizmente, a ABL compreendeu a importância histórico-cultural da 'Mate com Angu' e a adotou como parte de um projeto cívico maior, com todas as medidas preventivas necessárias para que sua instalação no local represente também a preservação da memória e da identidade da comunidade local”, destacou o promotor José Marinho Paulo Junior, subscritor da ação. 

www.albertomarques.blogspot.com.br

Estação do Patrimônio: IV Seminário Estadual para a Preservação de Bens M...

Estação do Patrimônio: IV Seminário Estadual para a Preservação de Bens M...: O IV Seminário para a Preservação de Bens Móveis e Integrados é uma ação do Inepac/Secretaria de Estado de Cultura. A temática desse ...